oleo de coco - peoleo de coco - frutaO óleo de coco virgem é um produto 100% natural de origem vegetal da espécie  Cocos nucifera L.. Solidifica-se abaixo de 25° C. É prensado a frio, não é submetido ao processo de refinamento e desodorização, sendo extraído a partir da polpa do coco fresco maduro por processos físicos, passando pelas etapas de trituração, prensagem e tripla filtração. O óleo ou azeite de coco é um óleo vegetal conhecido também como manteiga de coco que contém cerca de 90% de ácidos saturados, empregado na indústria dos cosméticos, alimentos, etc.

Substituto do óleo de soja, o óleo de coco extra virgem, ganhou o primeiro estudo brasileiro concluído em 2009 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Considerado um vilão antes dos estudos, hoje descobre-se suas diversas ações benéficas à saúde, tornando-se um grande herói! Ficou comprovado o aumento do HDL, o bom colesterol, derrubando o mito de que a gordura saturada do óleo de coco é prejudicial à boa saúde.  O coco pode ser considerado um alimento funcional,  pois é rico em proteínas, carboidratos, óleos, minerais e vários componentes benéficos à saúde, classificados como nutracêuticos, como os ácidos láurico, mirístico e palmítico. Cerca de 50% da gordura do coco é composta pelo ácido láurico, o seu principal ácido graxo, de cadeia média, que no corpo humano se transforma em monolaurina, um monoglicerídeo de ação antibacteriana, antiviral e antiprotozoária, usado pelo organismo para destruir a capa lipídica de vários microorganismos. 

A idéia da pesquisa surgiu do fato de a literatura científica apontar a importância da qualidade do lipídio ingerido como um adjuvante no tratamento dietoterápico da obesidade. Estudos prévios propuseram que os triglicerídeos de cadeia média (TCM), tipo de lipídio encontrado no óleo de coco, favorecem a perda de peso por induzirem o aumento do gasto energético basal e da termogênese induzida pela dieta - esclarece a pesquisadora Márcia Soares. A pesquisa foi realizada com indivíduos adultos entre 20 e 59 anos, obesos de grau 1 . "Foram analisados 29 homens que fizeram exames de sangue para análise dos parâmetros bioquímicos - colesterol, insulina, glicose e lipídios", relata a pesquisadora. Também foram considerados: a massa corporal, os percentuais de massa magra e massa gorda.  As referências dos estudos brasileiros estão baseadas em publicações no Life Sciences Research Office, da Federação das Sociedades de Biologia Experimental dos EUA/Food and Drug Administration (FDA). Essas referências demonstram que uma dieta rica em óleo de coco extra virgem não induz ao efeito cumulativo de gorduras e, ainda, aumenta a fração HDL do colesterol.

          oleo de coco - frasco de oleo      oleo de coco - oleo    oleo de coco cps

 

Propriedades funcionais do Óleo de Coco:

• Auxiliar na redução nos níveis de Lipoproteína A. Níveis elevados constituem risco de infarto.  
• Auxiliar no aumento dos níveis de energia e redução de gordura abdominal.  
• Auxiliar na redução os níveis de colesterol e de triglicerídeos. 
• Pode auxiliar na prevenção da obesidade. 
• Pode aumentar a capacidade antioxidante geral do organismo.  
• Pode auxiliar na redução do envelhecimento cutâneo. 

Além dessas propriedades, segundo o Dr. Sérgio Pupin, cardiologista e nutrólogo, o Óleo de Coco melhora o sistema imunológico, regula a função intestinal, melhora o funcionamento da tireóide, possui ação dermatológica, controla o diabetes diminuindo a compulsão por carboidratos, trata fadiga crônica e fibromialgia. 

O uso de óleo de coco, na quantidade de uma colher de sopa por dia, corresponde a 02 capsulas de 1000mg 02 vezes ao dia.

Por: Eliza Tomoe Harada